Pages

Subscribe:

Ads 468x60px

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Lamenha Lamenha

Sente ter a terra em suas mãos. Vê a necessidade De viajar
Conhecer lugares que já estão em sua mente
E sentimentos que rapido saem do seu coração.
Gosta de viver a vida intensamente.
E não gosta daqueles que querem demonstrar muito
Nem aqueles que demonstram ser tão pouco.

Memoriza cada passagem de sua vida usando câmeras
E as fotos que ficam são apenas um reflexo da alma
Tem desejos, sonhos, vontades mas não esquece da realidade.
Vive para aqueles que a querem bem, e espera sempre o bem

Nada a abala! Tanta segurança e força demonstram que ela
sofre, sim... Mas procura apagar as tristezas com momentos bons
De felicidade e harmonia. E as procura todo dia.

Sabe o que é isso? Até me deixa um pouco assustado
Claro, por estar meio apressado. Até tento disfarçar
Mas ela percebe.

O seu jeito lembra as ondas do mar são fortes, mas ao mesmo tempo
São plenamente necessarias. O seu sorriso é tão intenso
Que se compara ao sol.

Procuro um espaço de tempo em que haja somente eu e você
Procuro um espaço e o tempo então, encontrarei você.
Intensa como o sol, Lamenha Lamenha!

3 comentários:

Ju Fuzetto disse...

Bonito demais estes versos!

Manuscrito disse...

Incrível a harmonia das palavras. Gostei muito, já estou seguindo.

Aline Diedrich disse...

Maravilhoso texto! Envolvente!

Postar um comentário